Buscar
  • Vera Lucia Bueno

A Rotina na infância em época de pandemia!


A rotina exerce influência fundamental para a criança em seu desenvolvimento. Entre outros fatores, ela ensina a criança a conviver com a realidade familiar e até comunitária (bairro, creche, escola, etc.), além de contribuir para o fortalecimento da autonomia. A criança se sente mais segura num ambiente onde a rotina e respeitada. A rotina implica regras que estabelecem limites. O limite gera uma dose de frustração, e é importante aprender a conviver com esse sentimento desde cedo. Além disso, a rotina vai ganhando complexidade ao longo do desenvolvimento do indivíduo, ensinando-o a agir em determinadas situações. É preciso esclarecer que cada família pode estabelecer diferentes rotinas, de acordo com suas necessidades. Programar momentos para fazer as refeições, tomar banho, estudar, estar com a família — e também para brincar, é claro! — auxilia na construção de uma relação familiar mais harmônica e saudável. É importante lembrar que as crianças não podem se sentir sobrecarregados e precisam de tempo para brincar livremente, descansar e fazer outras atividades sem programação prévia.

Ao montar uma rotina infantil, prefira ter uma agenda com menos atividades para conseguir cumpri-la, em vez de horários apertados, sem tempo para diversão. Não se esqueça que imprevistos acontecem e que tudo que envolve criança precisa ser feito com mais calma e paciência.

E como estabelecer a rotina nesta fase difícil que estamos vivendo com a pandemia e o isolamento social (fique em casa)?!?

Com pais e filhos juntos em casa, é preciso muito jogo de cintura e flexibilidade para contornar a situação, inclusive para que as crianças não percam o ritmo que vinham ganhando com a escola.

Uma das saídas para isso é pensar em atividades que faça o “ficar em casa” ser mais interessante e estimulante para a criança, facilitando a vida dos pais, evitando o estresse na vida de seus filhos.

Então mãos à obra: faça uma lista das atividades necessárias para o dia a dia da criança (higiene da manhã, estudos, tarefas domésticas, almoço, banho, jantar, dormir, etc.). Faça uma outra lista das atividades lúdicas de seu filho, ou seja aquelas que ele curte fazer, lembre-se de que atividades junto com os pais são muito interessantes para a criança (filmes, jogar bola, vídeo game, culinária, artes, leitura, etc.). Agora faça uma escala de horários para a semana e distribua os deveres e os prazeres, faça isso junto com seus filhos e veja que até essa atividade pode se tornar uma brincadeira divertida.

Lembre-se que a rotina não deve ser muito rígida já que o momento de isolamento social já e difícil por si só, mas é preciso que as crianças entendam que esse período não é de férias e que se adaptem ao novo modelo.

Um abraço carinhoso da psicóloga

Vera Lucia Bueno

Cel (41) 999697200


0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo