Buscar
  • Vera Lúcia Bueno

“Por lugares incríveis”

Hoje a dica é de um filme, mas sem spoilers!

“Por lugares incríveis” trata de um tema muito delicado, ainda que muito recorrente: o suicídio na adolescência. Este é um período caracterizado por muitos conflitos e incertezas e muitas vezes, num conturbado coração adolescente, o suicídio aparece como uma solução idealizada.

Jovens com problemas de saúde mental – como ansiedade, depressão, transtorno bipolar ou insônia – correm maior risco de ter pensamentos suicidas. Também estão mais propensos os adolescentes que passam por grandes mudanças de vida (como o divórcio ou a separação dos pais, mudança drástica de condição financeira, morte de uma pessoa especial ou outro tipo de trauma). Aqueles que são vítimas de bullying também correm risco de ter pensamentos suicidas.

Normalmente o adolescente dá indícios de que algo não vai bem, avisos que são alertas para os pais:

  • Falar sobre sentir-se sem esperança ou se sentir culpado;

  • Falar sobre suicídio ou mortes em geral de pessoas conhecidas;

  • Afastar-se de amigos ou familiares;

  • Escrever músicas, poemas ou cartas sobre morte, separação e perda;

  • Começar a dar valiosos bens para irmãos ou amigos;

  • Perder o desejo de participar de coisas ou atividades favoritas;

  • Ter problemas para se concentrar ou pensar com clareza;

  • Experimentar mudanças nos hábitos alimentares ou de sono;

  • Envolver-se em comportamentos de risco;

  • Perder interesse na escola ou no esporte.

É importante perceber que, se os adolescentes forem ignorados ao procurarem atenção ou diante dos indícios sugeridos, podem aumentar a chance de se prejudicarem. Obter ajuda com orientação psiquiátrica ou psicológica é algo necessário. É importante ver os sinais de alerta como sérios, e não como “forma de chamar a atenção” e ignorados.

A adolescência pode ser uma fase maravilhosa, onde lindas memórias serão escritas, mas também pode suscitar grandes traumas, de qualquer forma, ter a confiança de que se tem um ombro para chorar ou cumplicidade para as aventuras cria um clima de companheirismo e facilita as superações.


0 visualização
  • Instagram
  • Facebook ícone social
WhatsApp-icone.png

Rua Marcos Mocelin, 89, Sala 3 - Santa Felicidade - Curitiba, Paraná - 82020-510
Telefone (41) 99969-7200